InícioDestaqueCeleste Arantes, mãe de Pelé, morre aos 101 anos em Santos.

Celeste Arantes, mãe de Pelé, morre aos 101 anos em Santos.

Três Corações, MG 21 de Junho de 2024 – 16h04 Por Elisson Gonçalves 

A mãe de Pelé, Celeste Arantes, morreu nesta sexta-feira, aos 101 anos, em Santos. Ela estava hospitalizada há mais de uma semana, contudo, a causa da morte ainda não foi revelada.

Celeste Arantes foi casada com João Ramos do Nascimento, o Dondinho, pai de Pelé, que faleceu em 1996. Além do Rei, ela teve outros dois filhos: Jair, conhecido como Zoca, que morreu em 2020, e a caçula Maria Lúcia, responsável pelos cuidados da mãe.

Celeste Arantes foi homegeada pelo filho ilustre ao completar 100 anos, em 20 de novembro de 2022, cerca de um mês antes da morte do Rei.

– Desde criancinha, ela me ensinou o valor do amor e da paz. Eu tenho muito mais de uma centena de motivos para agradecer por ser o seu filho. Compartilho essas fotos com vocês, com muita emoção por celebrar este dia. Obrigado por todos os dias ao seu lado, mãe – escreveu Pelé, à época, nas redes sociais.
Casada com um ex-jogador de futebol, Celeste era contra Pelé seguir os passos do pai. A principal razão eram as lesões que Dondinho sofreu durante a carreira. Para convencê-la, foi necessário muito trabalho por parte de Dondinho e, mais ainda, Waldemar de Brito – este último atacante famoso nos anos 1930 e 1940, responsável por levá-lo para o Santos em 1956.
O desejo de dona Celeste sempre foi que Pelé, ou melhor Dico, fosse um bom filho e uma boa pessoa, com um básico e fundamental conselho à tira-colo: que ele tivesse muita fé. Um sentimento que o Rei do Futebol carregou em seus 82 anos e levará para sempre nesta despedida para a eternidade.

O Santos emitiu uma nota oficial lamentando a morte de Celeste Arantes:

O Santos Futebol Clube lamenta profundamente o falecimento de Celeste Arantes do Nascimento, mãe do nosso eterno Rei.

Nascida em Três Corações, Celeste teve uma infância difícil ao lado de seu irmão Jorge. Ainda jovem, conheceu Dondinho, com quem viveu uma grande história de amor e iniciou a sua família. Dessa família que surgiria Edson Arantes, chamado carinhosamente de Dico, e que mais tarde o mundo conheceria como Pelé. Porém, para o menino Dico se tornar Rei, um longo caminho precisou ser percorrido. E esse caminho não seria possível sem a também eterna Dona Celeste.

Foram 101 anos de uma história de vida inspiradora. De uma mulher negra que enfrentou as infinitas adversidades da vida pelo bem de sua família. Descanse em paz, Rainha. O carinho, a admiração e a gratidão da nação santista são para sempre.

Envie sua denúncia ou sugestão de notícia para o whatsapp 3239 3606

Link:http://wa.me/553532393606

Grupo exclusivo de notícias Rádio Tropical 95,7Mhtz

Link:https://chat.whatsapp.com/FApOm2x0RZcL5N1qzOIE27

Ouça Radio Tropical FM 95,7

Link:https://www.radios.com.br/aovivo/radio-tropical-957-fm/19353

Redação Cidade
Redação Cidade
Equipe de redação do Cidade em Revista, programa de rádio mais antigo da cidade.
Você também pode gostar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Mais lidas